Cinema + Arquitetura #06 | Cinema e a Cidade

O cinema hoje é arte mais evidenciada e a arquitetura é a arte mais vivenciada, pensar como essas duas artes se relacionam é o principal objetivo deste vídeo.
Desde os “travelogue” eram curtos documentários, comuns no começo do século 20, exibidos nos cinemas que mostravam diferentes cidades ao redor do mundo. Conhecidos como o “turismo virtual”, pois permitia que os espectadores pudessem conhecer a vida e cultura de outras cidades sem ter que sair de sua própria cidade. A cidade ou local é o personagem principal desse tipo de filme. Mas isso foi mudando com o passar do tempo, e os filmes de ficção começaram a tomar o lugar dos travelogues para poder dar veracidade nos filmes.
Um exemplo clássico desse tipo de filme é o “The ascent of mont blanc“, como diz o título, mostra uma escalada pelo Mont Blanc, que é a montanha mais alta dos Alpes e fica na divisa entre a França e a Itália. Em uma divulgação de época, podemos ter ideia do que se trata o filme. São 18 quadros que mostram as aventuras do grupo liderado por Ormiston-Smith, que escalou o monte e passou por algumas dificuldades.
O cinema tem o poder de criar na mente do expectador a existência de cidades “virtuais”, dando a sensação de já ter visitado aquele local, sem ao menos ter saído de casa. Quem nunca se sentiu familiarizado com Wall Street, Time Square ou Torre Eifel, através de grandes filmes.
Alguns diretores tem um olhar quase que urbanista da cidades, como é o caso de Woody Allen e Will Wenders,  que utilizam as cidades como elemento ativo em seus filmes. Outros filmes no entanto se apropriam de grande obras de arquitetos para marcar visualmente o filme, como é o exemplo do Filme a “Trama Internacional” (Tom Tywer, 2009), que o utiliza o projeto do Museu Guggenheim de Nova York, do arquiteto modernista Frank Lloyd Wrigth.
O cinema vem namorando a modernidade há muito tempo. Aliás, o cinema, ele próprio, é uma representação do moderno. A maravilhosa modernidade da máquina de cinema já teria sido a grande atração inicial do cinema, mais ainda do que o filme propriamente dito. O cinema demonstrava o que havia de mais moderno nas tecnologias de representação: a recém adquirida habilidade do ser humano de registrar não só as imagens mas, também, as imagens em movimento. Não é à toa que os primeiros filmes se preocupavam mais em trazer estímulos visuais que comunicassem o que era a tal de moderna maravilha mecânica, do que propriamente em apresentar uma história. Mas a mensagem da modernidade já estava entranhada no cinema.
O certo é que desde a fase inicial dos sustos e estímulos visuais o moderno já era comunicado pelo cinema, o cinema representava muito do mundo moderno. Então não demorou quase nada para que a modernidade da arquitetura também passasse a integrar as imagens cinematográficas. E nisto, o Empire State Building foi absolutamente exemplar. Tendo recém suplantado em altura seus rivais próximos em Manhattan, Hollywood rapidamente consagrou-o como modelar para representar a paisagem urbana moderna. Aliás, diga-se de passagem, Hollywood foi a grande responsável ao longo do século 20 por projetar os traços do que seria “uma vida moderna”, plena de romance e de aventura, para o resto da nação e para o mundo. E para sediar romance e aventura, o Empire State nunca se fez de rogado, emocionando e comovendo o mundo, ao mesmo tempo em que comunicava como era tudo excitante quando se vivia num ambiente imerso numa modernidade nova-iorquina.
O caso de amor entre a arquitetura e o cinema tem sido bem documentada. A partir de enormes cenários de tirar o fôlego para pequenos espaços de conversas íntimas, a arquitetura num filme desempenha muitas vezes um papel tão forte como qualquer personagem a fim de traduzir a visão do diretor para sua audiência.
Espero que gostem do vídeo, e essa nossa conversa. Dê aquela força em nosso canal, um grande abraço e VAMOS CRIAR.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s