Toque Feminino na Arquitetura

Olá minha gente! Ontem  (08) foi o dia em que comemoramos o Dia Internacional da Mulher. E não poderia deixar de homenagear as mulheres que mesmo sendo a maioria na arquitetura, mas sempre tem que ralar muito para conseguir seu espaço e destaque dentro da profissão. Esta luta vem desde Marion Mahony Griffin, considerada a primeira mulher a se tornar arquiteta, em 1894.

Com o passar do tempo as mulheres conquistaram cada vez mais seus direitos, entraram nas universidades e obtiveram reconhecimento pelos seus projetos. Em países como Estados Unidos e Inglaterra elas ainda correspondem apenas 20% dos profissionais registrados, contrapondo com o Brasil, onde as mulheres representam cerca de 60% do total de profissionais em atividade, apontando uma tendência que vem crescendo ao longo das últimas décadas.

Arquitetas como Zaha Hadid, vem se destacando por seus projetos ousados, traços orgânicos e inovadores. A não-linearidade é marca de seus projetos que, segundo Hadid, refletem as complexidades e dinamismos da vida contemporânea. A arquiteta procura sempre relacionar o design, arquitetura e urbanismo, além de se preocupar sempre com a estética do paisagem, e a geologia, integrando a topografia natural e levando a experimentação de tecnologia de ponta. Em 2004, recebeu o prêmio Pritzker, o Nobel da Arquitetura, pela primeira vez atribuído a uma mulher.

0e070eb2d8c7e4e4752413b8b0a7847c

6a6bd6a196989edb0521ed7ce0eccc55 77bdaddccccdb08938d803d9eb1f0b4c

Arquiteta Kazuyo Sejuma é uma expoente da arquitetura contemporânea e tem desenhado alguns dos trabalhos mais inovadores construídos recentemente ao redor do mundo. Possui uma lista de projetos notáveis, incluindo o New Museum of Contemporary Art, em Nova York (EUA), e o Serpentine Pavilion (foto), em Londres, Inglaterra. Ela e seu parceiro, Ryue Nishizawa, compartilharam o Pritzker 2010.

93bc2556c4c3ef86a0bfd82a327d81e7 96b0d5cda1c5f466608eb307c3af52f5 378b095d67a43876790cf7e0a0a73a6b kazuyo-sejima-entrevista

Uma obra que merece destaque é o Aqua Tower, em  Chicago, com 82 andares, este projeto é da arquiteta Jeanne Gang, com um estilo de projetos, que explora o território criativo de novos materiais, tecnologia e sustentabilidade. É diretora e fundadora da Gang Architects Studio, uma empresa de arquitetura em Chicago (EUA).

1c0a8e068da96be62af33c7c80099195

Braço direito de  Mies Van der Rohe, particularmente na área do design de interiores, a design Lilly Reich. trabalho no escritório de Mies e em 1928, os dois foram apontados como diretores artísticos do pavilhão alemão para a Exposição Mundial de Barcelona, o que resultou no icônico pavilhão de Mies, considerado como uma das obras mais emblemáticas e definidoras do modernismo. Logo após isto, Mies indicou Reich como diretora de construção/detalhamento na escola Bauhaus, da qual ele era responsável na época. O trabalho de Reich foi encerrado muito brevemente pois a escola foi fechada em 1933 devido ao movimento nacional socialista.

Charlotte Perriand, estudou de mobiliário em Paris, se candidatou a uma vaga no escritório de Le Corbusier em 1927. Ele a descartou dizendo: “Nós não bordamos almofadas aqui”. No entanto, quando ela foi convidada para expor sua reforma de um apartamento no Salon d’Automne, Le Corbusier percebeu seu trabalho – ficou tão impressionado que ofereceu a ela um trabalho. Um ano após ingressar no escritório de Le Corbusier, Perriand projetou três das cadeiras mais icônicas, a B301, B306 e a LC2 Grand Comfort, agregando um pouco de caráter humano à obra racional do arquiteto.

1750ddc318e0584472359fb851e25325 ab65d064a163bdbc70803b030e6414b6 cc50bca26c62b378810a0929377d34dc e329d25d4eb89a23f7852c2aa7bf3ddb

No Brasil, também temos destaque na arquitetura moderna. A italiana erradicada no Brasil Lina bo Bardi, estudou arquitetura na Escola de Arquitetura de Roma em 1939. Chegou ao Brasil em 1946, já em1947, foi convidada para criar o Assis Chateaubriand Museu de Arte de São Paulo (MASP), que se tornou um dos museus mais importantes da América Latina. Seus projetos tinham muitos elementos radicais, incluindo o que são consideradas as primeiras cadeiras modernas do Brasil.

Ela criou o Studio d’Arte Palma com outro arquiteto italiano, que buscava a concepção de mobiliário de madeira compensada e materiais “típicos” brasileiros. Outra obra de destaque é a sua residência, conhecida como Casa de Vidro, simbolo do modernismo no Brasil. Lina se detacou também em outras áreas também, mas seus projetos tinham grande simplicidade, como ela mesmo descreveu como “arquitetura pobre”.

lina-bo-bardi lina casa-de-vidro Andréa Martins da Silva-{53EBC58F-EE0F-4654-A163-562351D02F1A}_BolsadeArte26042012_137 1342321556_3049158856_d6f945c294_o 2

Claro que existem muitas outras arquitetas que se destacam nos dias de hoje, se eu fosse citar todas passaria uma ano inteiro escrevendo sobre cada uma. Porém o importante destacar, que nós homens não podemos viver sem grande mulheres, e muitos dos escrtirórios famosos sempre tiveram como protagonista também mulheres muito inteligentes. Aquela história de sexo frágil e que mulher não pode esta na obra, é besteira!!! Parabéns a todas as mulheres, arquitetas ou não, que cada uma possa se destacar em sua área de atuação e nunca dessistam de seguir os seus sonhos! Um grande abraço e até a próxima!! VAMOS CRIAR.

 

Anúncios

2 respostas para “Toque Feminino na Arquitetura”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s